30.12.13

Illusion - Capítulo 9 [TÔ DE VOLTA]



ANTES DE COMEÇAR QUERIA UM MINUTO DE SILÊNCIO PRA COMEMORAR A MINHA VOLTA DEPOIS DE TEMPOS DESAPARECIDA. AMÉM? AMÉM.

- Mas então, eu não sabia que gostava tanto assim de frutos do mar - Justin pegou um camarão do prato com o garfo.
- Nem eu sabia que gostava tanto assim de frutos do mar - falei e logo enfiei um pedaço de peixe na boca. Em seguida, Justin fez o mesmo com o camarão. Ri da expressão que ele fez enquanto mastigava, parecia que aquilo era a coisa mais deliciosa do mundo.
- Na boa, melhor que isso só a macarronada caseira da minha mãe - Justin disse com a boca cheia e eu ri ainda mais.
Comemos toda a salada de peixe e Justin me obrigou a deixá-lo a pagar a conta sozinho. E eu não resisti, claro. Logo, saímos do restaurante e ele decidiu ir ao boliche. Fomos andando, já que ficava perto de onde estávamos.
- Você vai ver só, eu vou te ganhar - falei em um tom desafiadora e ele deu uma risada. 
- Isso só vai aconteceu se eu deixar você ganhar, claro - ele falou no mesmo tom que eu falara antes e levantei uma sobrancelha. Estávamos entrando no lugar onde tinha o boliche.
- É o que vamos ver - respondi, logo caímos na gargalhada rindo de nós mesmos.
Justin pagou uma hora de jogo, sem deixar eu pagar a metade com a desculpa de sempre, que é "eu convidei, eu pago", e logo fomos em direção a pista. Eu comecei jogando e consegui acertar 8 dos 10 pinos, o que fez Justin saltitar feito uma gazela de tanta alegria.
- MINHA VEZ - ele gritou alegremente enquanto pegava uma bola e se posicionava para jogar - STRIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIKE - ele berrou quando viu que acertou todos os pinos, fazendo com que as pessoas a nossa volta nos olhassem assustadas. Ri do mico que ele fez a gente pagar e continuamos a jogar.
Acabou que ele ganhou no final, já que eu não tinha muita experiência com o boliche.
- Então, eu acho que deveria ganhar uma recompensa por ter ganhado - ele disse com um sorriso galanteador, enquanto descíamos a rua em direção ao carro.
- Uma recompensa? - dei um sorriso sapeca - e que tipo de recompensa você tem em mente, senhor Bieber? - falei e ele riu, logo olhou pro restaurante que tínhamos jantado horas atrás e voltou a encarar o chão.
- É uma recompensa maravilhosa, porém envolve você - ele falou e olhou pra mim com um jeito tímido. Já tínhamos chegado no carro e estávamos parados na porta do carona.
- Eu? - perguntei e ele assentiu. Meu sorriso era tão grande que comecei a pensar se estava parecendo uma doida - então o que eu devo fazer?
Ele não respondeu, só se aproximou. No calor do momento ele me imprensou no carro e carinhosamente colocou a mão esquerda em minha cintura e a outra mão, a direita, em meu rosto. Sutilmente seus lábios tomaram os meus de uma forma inexplicável. Era um beijo calmo, mas mesmo assim continha luxúria. Nessa troca de saliva ambos conseguíamos sentir o desejo um do outro. Era uma sensação prazerosa. Infelizmente o beijo não foi mais rápido, ele se manteve calmo o tempo todo. Mas aquilo era o suficiente.
Quando nossos lábios se separaram eu demorei alguns segundo para finalmente conseguir abrir os olhos. Quando consegui, um par de olhos cor de mel me fitavam. Aquele momento fez meu corpo se arrepiar de todos os modos possíveis. Juntei forças e falei, em um certo tom irônico:
- É, até que você estava certo em relação a essa recompensa ser maravilhosa - ele riu. Logo ele me empurrou carinhosamente pro lado, assim abriu a porta do carro para eu poder entrar. O clima estava meio tenso, só que um tenso gostoso.
Ele deu a volta no carro e entrou, sentando no banco do motorista, assim, ele deu partida no carro a caminho de minha casa.
Confesso que o caminho até minha casa foi silencioso, porém até que foi bom, já que eu não teria palavras ou cabeça pra formular uma conversa.
Assim que o carro parou em frente a minha residência, olhei para o Justin e sorri. Até pensei em dizer algo, mas não encontrei um modo legal de me despedir dele. Meio envergonhada, abri a porta do carro a antes que eu pudesse colocar um pé se quer no lado de fora, ele segurou meu braço.
- E meu beijo de despedida? - perguntou. Por mais que ele estivesse com um sorriso no canto dos lábios, ele tinha uma feição séria.
Sorri e me aproximei dele, selando nossos lábios por alguns segundos. Logo me afastei e sai completamente do carro. Eu estava em choque, completamente.
Andei até a porta de caso em passos largos, porém lentos. Escutei o barulho do carro de Justin se afastar cada vez mais até não conseguir ouvi-lo. 
Entrei em casa e percebi que Jessie já tinha ido, graças, assim não teria que explicar nada a ela. Eu não estava com cabeça pra isso.
Passei pelo quarto de minha mãe e percebi que ela estava dormindo e também percebi que na mesa de cabeceira ao lado dela tinha um prato sujo. Sinal de que Jess tinha feito algo pra ela comer.
Suspirei aliviada e fui direto pro meu quarto, já me despindo enquanto ia em direção ao banheiro. Tomei um banho e por um momento me senti em um comercial de sabonete, por conta da suavidade que eu passava o sabão pelo corpo. Eu estava me sentindo feliz, uma sensação que provavelmente eu nunca tinha sentido antes. Eu estava em êxtase




Pequeno o capítulo, néh? Pois é. Foi tudo que consegui escrever, ainda mais nesse calor do cão. E gente, já tô cansada de me desculpar em relação ao meu sumiço e demora pra postar. Eu realmente tinha desistido do blog, e tinha até pensando em excluir ele. Porém, umas duas ou três pessoas vieram até mim pedindo para que eu postasse nem que fosse um pedacinho. É isso, tá aí. Não sei quando irei postar novamente. Tenho página, tumblr de icons, enfim, várias coisas pra fazer, então escrever aqui é MUITO difícil, ainda mais no calor. Fiquem com Deus e feliz 2014 pra vcs. Quem sabe em 2014 eu não poste mais???

Divulgando blogs: 

Heart Attack  > a dona é uma fofa, por mais que só tenha 2 postagens, vale a pena conferir.
Revlon Fanfic's > suuuper recomendo, pra vcs que querem escrever um fanfic ou então precisem de algo
Imagine Directioner > pra você que é directioner, ou queira ler mais histórias, hiper super mega recomendo... Dei uma olhadinha rápida e as fics parecem ser boas.
The Blood Moon > leeeeeiam gente, até eu se conseguir um tempinho vou ser se consigo dar uma lidinha

Gostaria de dedicar essa postagem a essa criatura @julenhaa, que graças a ela eu postei esse capítulo.

AVISO SOBRE AFILIAÇÃO:
Todos os pedidos de afiliação lá na página de afiliados foram aceitos, devo entrar em contato com os que pediram para informar, caso não tenham visto esse recado.

5 comentários:

  1. PRIMEIRA A COMENTAR PQ SOU TOP!
    AIIIII BGD POR DEDICAR ESSE CAP P MIM U.U SOU DIVONA,KKKK,CONTINUAAAAAA

    ResponderExcluir
  2. Oi florzinha,eu queria te pedir para ver o meu blog...Não sou mto profissional nessas coisas,ainda estou ajeitando o layout,etc...E procurando blogs para me afiliar...se você puder me ajudar,eu te agradeço

    ResponderExcluir
  3. CONTINUA POR FAVOR!!!
    EU HAVIA PERDIDO O ENDEREÇO DO SEU SITE, POR ISSO NÃO HAVIA VISTO ANTES...
    POR FAVOR SUA FIC É TUD PARA MIM, CONTINUA SE NÃO EU MORRO!!!
    POR FAVORR!!!
    AI MEU DEUS EU TIPO TENDO UM ATAQUE AQUI, VOCÊ NÃO FAZ IDEIA DAS DIVERSAS VEZES QUE EU ACESSEI AO SITE ANTES DE PERDE-LO NA ESPERANÇA DE QUE VOCÊ TIVESSE POSTADO.
    EU AMO A SUA FANFIC, POR FAVOR NÃO FAÇA ISSO COMIGO.

    ResponderExcluir

Comenta aí, mesnina linda do Jus...