27.4.13

Illusion - Capítulo 7

Fredo lá atrás com seus beiços sensuais  lol
Aviso no final do capítulo

A luz da lua iluminava parte de meu quarto. O som das folhas das árvores balançando no lado de fora dava um aspecto calmo, por mais que alguns galhos uma vez ou outra batiam na janela de meu quarto. O cheiro era de pinheiro, como sempre. O vento úmido entrava pelas janelas, balançando as cortinas. Era o momento certo para fazer algo especial. Ler um livro, pensar na vida, ou até mesmo trocar carícias com o amor da sua vida. Eu me sentia livre, completamente livre. Como se meus problemas não existissem, como se fosse só eu no mundo. Me encontrava deitada na minha cama, perto da janela, fazendo com que a lua iluminasse parte de meu rosto. Minha respiração estava controlada, assim como meus pensamentos, que foram interrompidos com barulhos na janela. Levantei meu tronco, fazendo eu me sentar na cama, apoiando meus cotovelos no colchão. Fitei a janela por um tempo esperando saber de onde vinha o barulho e vi uma pedinha batendo no vidro. Levantei por completo rapidamente e me aproximei mais da janela, tendo uma visão da rua lá fora. Abri-a e enfiei a cabeça pro lado de fora, notando que além da escuridão havia uma pessoa parada lá embaixo me fitando. Rapidamente reconheci. Era ele. O garoto dos meus sonhos. O garoto na qual eu pretendia ter no meu futuro. O garoto da minha vida. Sorri instantaneamente ao ver seu sorriso branco, por mais que fosse difícil enxergar. Em uma ação rápida, ele começou a subir na árvore que ficava posicionada bem ao lado da minha janela, que graças a alguns galhos fortes, dava pra chegar até meu quarto. Observei-o fazendo o percurso, como se fosse a coisa mais fácil do mundo, até finalmente poder ver seu rosto de perto. Afastei-me um pouco da janela pra que ele pudesse entrar pela mesma, assim feito. Assim que seus pés pisaram no chão de meu quarto, seu olhar se direcionou a mim, acompanhado de um sorriso nos lábios. Estremeci. Aquilo não parecia ser real, de jeito nenhum. Sua pessoa me fazia sentir arrepios. Era torturante o modo que eu me sentia em relação a ele. Sua mão se ergueu lentamente enquanto ele dava passos em minha direção, até finalmente seus dedos magros tocarem meu rosto, mais explicadamente, minha bochecha. Senti uma corrente elétrica passar pelo meu corpo com seu toque. Como eu mencionara antes, aquilo não parecia ser real. Nossos corpos cada vez ficavam mais próximos, e, minha respiração cada vez ficava mais pesada.  Chegamos a uma distância tão curta que eu podia sentir seu corpo tocar no meu, o que fez eu me arrepiar mais ainda. Nossas bocas estavam tomando o mesmo rumo que nossos corpos, se aproximando cada vez mais. Antes que eu fechasse os olhos, para sentir aquele momento mais intensamente, visualizei aqueles olhos cor de mel, guardando-o em minha mente. Sua respiração estava calma, diferente da minha. E finalmente seu lábios me tocaram, revelando que não há no mundo sensação melhor que aquela. Meus ombros se relaxaram assim que sua língua invadiu minha boca deixando rastros inesquecíveis. Sua mão segurou minha nuca, aprofundando mais o beijo. Nada, além da beleza de seus olhos,  se quer passavam em minha mente agora. Caindo, era exatamente assim que eu me sentia. Caindo em um poço de pura luxúria, onde seu toque fosse apenas a minha salvação. Cada célula do meu corpo implorava para que aquilo fosse para sempre. Senti uma certa agitação e curiosa abri meus olhos. De repente meu mundo caiu. Observei aquele ser em minha frente com medo. Aquele não era o Justin, quero dizer, era, porém não era ao mesmo tempo. Seus dentes que antes eram brancos agora estavam amarelados e pontudos. Seus olhos que continham cor de ouro se tornaram um poço obscuro na cor de sangue. Sua boca levemente rosada estava pálida. Mas o que me chamou atenção foi seu sorriso. Em seu belo rosto não tinha aquele sorriso de conquistador, muito menos de felicidade. Era um sorriso de maldade, pura dor e maldade. Senti meu estômago revirar. Meu cérebro já tinha mandado uma mensagem para todo o meu corpo avisando que eu estava em perigo. O pânico subiu a minha cabeça e uma sensação ruim tomou conta de tudo. Minha respiração estava pesada por conta do medo. E antes que eu tentasse entender ou distinguir o que poderia ser aquela criatura horrenda, senti minhas costas entrarem em contato com a porta do meu quarto agressivamente. Levantei a cabeça e tive a certeza de que aquele monstro tinha me empurrado com uma tamanha força sobrenatural. Com o corpo no chão senti a criatura se aproximar de mim e se agachar ao meu lado. Sua mão que continha longos dedos com unhas compridas e sujas seguraram meu rosto, puxando-o próximo ao seu. E naquele silêncio suas palavras ficaram bem claras, quando ele disse vagarosamente em meu ouvido. "Sua iludida" foi ecoado naquele quarto por uma voz que eu tinha certeza de que não pertencia a Justin, mas sim a criatura que ele havia se transformado. Em seguida, uma risada maléfica foi escutada como um eco. Seus dentes pontudos começaram a se aproximar de meu rosto, como se ele fosse me engolir. Cada célula de meu corpo sentia medo. E antes que eu fechasse os olhos por conta do pânico, aquele ser de outro mundo falou pausadamente e lentamente "eu não sou seu". Logo, senti uma pancada forte na cabeça e apaguei.

Acordei assustada e soando frio. Tenho que me lembrar de não comer coisas gordurosas antes de dormir. Olhei no relógio que ficava na mesinha de cabeceira ao meu lado e marcava 4:23 da manhã. Pelo jeito eu teria problemas para dormir novamente. Coloquei meus pés no chão e procurei coragem para levantar e ir até a cozinha beber um copo de água. Percebi que a janela estava aberta, deixando o quarto úmido e frio. Fechei-a, mas antes olhei para baixo lembrando de meu sonho que no final se tornou um pesadelo. Atravessei o quarto e abri a porta. Caminhei pelo corredor porém antes passei pelo quarto de minha mãe e verifiquei se ela continuara a dormir. Desci as escadas escutando meus passos naquele enorme silêncio que a casa proporcionara e fui até a cozinha. Liguei a luz e abri a geladeira pegando uma jarra d'água e depositando em um copo de vidro que estava no escorredor. Engoli a água rapidamente e guardei a jarra de volta na geladeira. Voltei ao meu quarto enquanto cantarolava baixinho e antes de me deitar pude perceber que a tela de meu celular estava acesa. Fui até o mesmo e percebi que acabara de receber uma mensagem. Destravei a tela e abri a mensagem. Era de um número desconhecido.
Oi, bom, é o Justin  :)  Sei que já é de madrugada porém eu estava aqui fuxicando meu celular e lembrei que tinha pego seu número no seu celular enquanto você foi ao banheiro aqui em casa. Quando você acordar provavelmente verá essa mensagem, então, será que teria como eu passar ai pra te buscar e podermos ir pra escola juntos? É isso. Beijos, Jus.
Visualizei a mensagem com um sorriso no rosto e coloquei o celular de volta na mesinha de cabeceira. Deitei na cama e me cobri, ainda sorrindo. E uma coisa que eu achei que não iria acontecer, aconteceu. Eu dormi rapidamente.

------------------------------------------------------

- Jess? - falei enquanto escutava alguém atender o telefone.
- Oi amiga, desculpa a demora, é que eu acordei atrasada, mas já já estou saindo de casa pra ir ai te buscar - escutei ela falando rapidamente do outro lado da linha.
- Era exatamente sobre isso que eu queria falar com você... Bem, você não precisa vir aqui me buscar não. - falei e por mais que eu estava longe dela, tinha a certeza de que ela levantou uma das sobrancelhas.
- Por que não? - perguntou.
- Justin vai passar aqui pra me buscar e nós irmos pra escola juntos - falei meio apreensiva e pude escutar Jessie bufando do outro lado da linha.
- Ok, já que é assim, vou comer meu pão com queijo calmamente - ela falou.
- Bom... Te vejo na escola então? - perguntei pra aliviar um pouco a tensão. Eu tinha certeza de que ela estava brava comigo.
- É néh, fazer o que... - falou e desligou após eu dizer um "ok, então tchau".

Levei a maçã verde que eu estava comendo à boca novamente abocanhando-a pela última vez e joguei-a no lixo. Peguei o dinheiro da merenda e meu celular que estava em cima da bancada da cozinha, colocando-os no bolso traseiro da calça. Fui até a sala pra poder ver TV enquanto esperava Justin, porém, antes mesmo de eu pegar o controle remoto, ouvi uma buzina no lado de fora da casa. Olhei pela janela e vi o carro de Justin parado com ele dentro ascendo pra mim enquanto sorria. Peguei minha mochila que estava jogada no sofá e coloquei em um dos ombros. Fui até a porta principal e abri-a, saindo pela mesma e fechando. Não me importei de me despedir de minha mãe já que eu tinha a certeza de que ela estaria dormindo. Coloquei o molho de chaves no bolso e caminhei até  o carro de Justin, abrindo a porta e entrando. Antes de fechar a porta cumprimentei Justin com um beijo na bochecha. Com as portas travadas, ele partiu com o carro em direção a escola.

Assumo que o caminho foi meio silencioso, já que eu não tinha muito assunto e disposição pra conversar com ele. Apesar das poucas palavras que trocamos, a carona até que foi agradável, confesso. Justin mesmo percebendo minha indisponibilidade de conversa continuou sorrindo e sendo gentil o caminho todo. E essa tal atitude dele me deixou mais apaixonada ainda.

Ao chegarmos na escola todos os alunos que estavam no estacionamento, sem exceção, olharam para nós indignados e curiosos. Mas é claro que tiveram motivo pra olhar. Nunca pensaram que o garoto mais bonito do universo daria uma carona pra uma... ninguém.

Sim, é isso que eu sou. Uma ninguém.

E eu confesso que até eu me surpreendi com a longitude das coisas. Tipo, é meio surreal, não? Sendo ou não, eu me senti completamente um E.T.
Nunca tinha recebido tantos olhares de tantas pessoas na vida, exceto nas vezes que paguei o maior mico, como escorregar no suco de uva derramado no chão e derrubar minha bandeja de comida toda em cima de mim, como aconteceu no refeitório da escola há uns 2 anos atrás. E sim, eu fiquei chorando de vergonha a tarde toda.
Mas chegar na escola com o garoto dos meus sonhos, sem contar que ele é o mais desejado pelas piriguetes e não-piriguetes, é algo totalmente inacreditável. Nunca imaginei que isso aconteceria, com exceção de meus sonhos, óbvio.

Adentrei a escola com o braço de Justin envolvendo meus ombros e novamente eu fui alvo de olhares curiosos. Mas não culpei ninguém pela curiosidade. Se era difícil para eu acreditar, imagine eles? 
Aproveitei o fato de o Justin ter parado pra conversar com os amigos, que fizeram a mesma coisa que os outros alunos no fato de tentar entender a nossa situação, e me livrei de seus braços, fugindo dele rapidamente sem ele perceber. Graças.
Andei apressadamente até meu armário e peguei o material para a minha primeira aula. Seria Ed. Física, e adivinha? Justin teria a mesma aula que eu.
Porém eu sempre fico sentada na arquibancada apreciando os jogadores, ao invés de colocar aquele mini short, que era o uniforme, e ficar correndo de um lado pro outro igual as patricinhas que só faziam isso pra chamar atenção dos garotos com seus gritinhos aterrorizantes que elas davam a cada vez que a bola vinha na direção delas.
Me sentei na arquibancada na mesma região de sempre, no final da quadra, longe de todos. Peguei meu celular e conectei o fone de ouvido no mesmo, colocando "I'm Not Afraid" do Eminem pra tocar. Enfiei minhas mãos nos bolsos do moletom e apoiei minha cabeça na parede, já pensando no belo cochilo que eu iria dar. Mas antes que eu pudesse ter um palpite do sonho da vez, senti alguém me sacudir e tirar os fones do meu ouvido.
- Ei, Megan - escutei aquela voz que eu reconheceria a quilômetros de distância.
- Sim? - assenti enquanto olhava Justin em pé ao meu lado.
- Que tal uma partida de basquete? - perguntou com um sorriso e eu entrei em pânico.
- Acho melhor não - falei nervosamente e ele deu uma risada e se agachou, colocando a mão em meu ombro.
- Vamos, por favor - ele pediu sorrindo lindamente. Era impossível recusar algo vindo dele,
- Ta bom - sorri sem amostrar os dentes e me levantei, tirando a música do celular e enfiando o mesmo com o fone de ouvido no bolso da calça.
Com a companhia de Justin fui até o centro da quadra onde estava a maioria do povo da minha sala. Os alunos, principalmente Thifanny, me encararam com um certo... nojo. Ignorei e percebi que Justin tinha feito o mesmo.
O professor passou as regras e o jogo começou. Eu fiz o máximo pra correr da bola, assim não teria que mexer meu corpo. Eu parecia uma lesma no meio da quadra.
- Vamos, se mova - Justin gritou pra mim como se tivesse me motivando a jogar.
A bola, infelizmente, foi parar em minha direção e graças ao meu bom reflexo eu agarrei. Arrependida, eu não sabia se passava a bola para alguém ou tacava na cesta localizada acima de mim, enquanto todos corriam na minha direção. Então, não vendo saída, arremessei a bola para o alto e BAM. Cesta. As garotas olharam para mim como se eu tivesse acabado com a festa delas, o que eu não entendi, já que eu era do time delas. Dos garotos eu recebi alguns elogios como "boa jogada" ou então "é isso aê, direto na cesta". Bom, e do Justin... Eu recebi um abraço. Sim, um abraço.
- Eu sabia que você era boa no basquete - Justin falou enquanto estávamos abraçados.
- Mas eu não sou boa no basquete... Não é só porque eu fiz uma cesta que eu seja boa - falei tentando não ser meio... grosseira.
- Acredite, você é boa. Eu jogo basquete com essas garotas há um bom tempo e na boa, eu nunca vi elas se quer conseguirem ficar com a bola nas mãos por 5 segundos - Justin comentou em um tom engraçado e eu ri.
- Nossa - falei e ele me soltou de seus braços.
- Que decadência - ouvi o comentário de Thifanny antes mesmo que Justin e eu voltássemos ao jogo.
- Desculpa, mas você falou alguma coisa? - Justin que estava indo ao centro da quadra, parou e voltou aonde estávamos.
- Sim - ela falou séria - eu disse "que decadência" - Thifanny fez questão de dar um ênfase, o que fez Justin arquear uma sobrancelha - nunca pensei que você abaixaria tanto seu nível a ponto de sair com essa ai - falou e deu um olhar de desprezo pra mim. Com certeza alguma cobaia dela já tinha lhe dito sobre eu e Justin termos chegado a escola juntos.
- Considerando o fato de que eu já sai com você, acho que sair com a Meg é uma melhoria no meu talento de escolher garotas - Justin disse sério e pude perceber Thifanny ficar meio alterada, ainda mais quando Justin me chamou de "Meg".
- Você acha que essa ninguém chuparia seu pau melhor do que eu? - Thifanny rebateu e escutei uivos do pessoal que observava a "discussão".
- Primeiramente, essa "ninguém" - Justin deu ênfase - tem nome e é Megan. E segundo, Meg não seria tão baixa a esse ponto, ainda mais de ter orgulho de falar isso alto - Justin disse e mais uivos foram ouvidos. 
- Claro que ela nunca falaria, já que nunca teve a experiência de ir pra cama com você. Aliás, nem com você e nem com ninguém - ela falou e eu me senti totalmente humilhada por dentro. O povo não parava de uivar.
- Se teve ou não, isso não é da sua conta - Justin disse firme.
- Dá pra perceber de longe que essa pirralha é virgem - ela falou rindo.
- Eu não sei se ela realmente é, porém, se eu fosse ela teria orgulho de chegar aos 16 sem dar pro primeiro que vê, que é o seu caso, Thifanny - Justin rebateu com um sorriso irônico no rosto e os uivos aumentaram.
- Não acho que você realmente teria coragem de ter algo com essa daí - Thifanny tentou mudar de assunto vendo que se continuasse seria mais humilhada ainda.
- Por que não? Megan é uma garota excelente. Tem bons modos, é gentil, inteligente e um monte de coisas que eu não irei falar, já que isso não é do seu interesse - Justin falou como se aquilo fosse a coisa mais normal do mundo.
- É repugnante a ideia de você ficar com a garota mais patética da escola, então, eu prefiro não acreditar - Thifanny falou com uma das sobrancelhas arqueadas e Justin deu uma risada com um tom indignado.
- É tão difícil de acreditar nisso? - Justin disse e em um puxão pelo braço, me agarrou e me beijou na frente de todos que estavam ali presentes.
Sim, ele me beijou. Simples assim.
E acredite, por mais que eu talvez tenha consequências depois daquilo, aproveitei.
Não era todo dia que eu era beijada pelo amor da minha vida.


OÊ THCUTCHUCAS DA TITIA THAY  \o/  Mil desculpas pela demora. Essas minhas semanas foram agitadas, sem contar que eu tô em provas... Mas enfim, deixei de ir no shopping só pra ficar em casa e poder escrever LOL. Bom, as novidades é que eu tô in love  <3 Mas deixa isso quieto  >< E mano, eu tô sem reação, tipo, 20 COMENTÁRIOS????? SOCORRO. Esse é o máximo de comentários que eu já recebi nesse blog, sério. Tô tão feliz  :') Isso foi uma das coisas que me motivou a escrever em plena noite de sábado. Mas é isso  :')

AVISO: Bom, depois de MUUUITOS pedidos (acredite, quase todos os capítulos que eu postei de Illusion tinha alguém pedindo que eu continuasse MTB) eu resolvi continuar a antiga #IB de antes, a More Than Brothers. "Ah, mas você não disse que não tinha mais criatividade e ideia pra ela?" Sim, eu disse, porém uma das minhas amigas e donas desse blog, por mais que ela nunca tenha postado, me deu a ideia de continuar  \o/ Porém, ela não vai ser postada frequentemente. Se eu tenho problemas de escrever rápido essa, imagine MTB? Mas é isso  \o/ Sendo que eu vou postar a continuação aqui, porém, sempre que postar irei avisar  >< É isso.

Divulgação:

Sonhe Belieber >super recomendo

Bem-vinda novas leitoras

Caso queiram se comunicar comigo, me sigam lá no twitter @BrazilianOfCody e pronto  >< E caso queiram que eu avise toda vez que eu postar, coloque o twitter de vocês por comentário aqui.

XOXO

21 comentários:

  1. Nossa, tu escreves como um anjo o.o
    Tu escreves bem pra caramba mulher!
    Amei, como todo os outros dessa fic!

    Megan sortuda, Thifanny recalcada, vadia!
    Ashaushauhsua!
    Continua!

    Kissus,

    ResponderExcluir
  2. escreva mais vezes menina, e dificil ficar tanto tempo esperando!! tu escreve muiiitoooo beem,!!

    ResponderExcluir
  3. Não demora pra postar não Thay, eu simplesmente amoo essa ib haha:)

    ResponderExcluir
  4. Awwn gente que perfeito, eu to I Love com essa IB :3
    CONTINUA

    ResponderExcluir
  5. De Boba Essa Menina Não Tem Nada Né? e Esse pesadelo, pelo amor de Deus! Muito perfeito, mas não demora tanto assim pra postar :'( enfim o tradicional CONTINUAAAAAAAAAAA e muitos Beijos.

    ResponderExcluir
  6. DE BOAAAAAAAAA, KRA, SE É UMA DIVA PQP Q PERFEIÇÃO FOI ESSA, FOI LINDO,PERFEITO, NASS SE BRILHA MUITO KRA
    eu pirei né? se n postava e eu entrava todo dia pra verr, a hora q vc postou quase morri
    E O BEIJO? gRITEI SJKAHSAKJSHKA
    se é muito diva, e ainda deixa de ir no shopping hein <3
    continua logo plmdd e bem feito p essa tifanny jksahjkah *u*
    @_jumagrini vou começar a ler mtb bjs

    ResponderExcluir
  7. TEM UMA MENINA COPIANDO SUA HISTORIA MAS ELA TA FAZENDO COM O NOME DO NEYMAR

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ela está copiando porém ela tem meu direito, amor KKKKKK
      A dona do blog é uma amiga minha de infância, sendo que ela lê meus imagines e perguntou se podia pegar o Illusion, adaptar ao Neymar e postar no blog dela, e eu deixei. Sem problemas.

      Excluir
  8. cara, essa fic é tão <3, socorro é muito perfeita
    me avisa quando continuar?
    @ourwishdrew

    ResponderExcluir
  9. Nossa demais esse capitulo continua por favor

    ResponderExcluir
  10. AAAAAAAAAAAAAAW, S-O-C-O-R-RO, meus ovários explodiram U-U quem quiser doar, estou aceitando. nousa, q história ozada é essa minina, q até explodiu meus coitados dos ovários HEHE *-* sério, mto perfeito. ~le leitora nova aqui, prfvr.~ como tú para na melhor parte? -' não, como assim? quer me matar, caralho?! XATEDA feat BOLADONA. afz, vontade de ir atrás de tú com minha faca da Barbie e te dar umas facadas profundas, unf U-U #PAREI, sou violenta não haha *-* #paz&amor. Amei esse capítulo anw, qro a continuação o mais rápido possível, prís diva *OOO* HEEEY, tenho mó vergonha de pedir, buut.. pode ler ou divulgar meu bróg fodidin? --' sério, ele não é tão foda quanto o teu mas da pro gasto ;s http://wehaveswaggy.blogspot.com.br/ cooooontinua diva, to morrendo de curiosidade HAHA *O*

    ResponderExcluir
  11. http://ondeossonhossetornamreais.blogspot.com.br/?m=1 gente lê minha ib e dê sua opinião. P.S não é sobre o justin tá :)

    ResponderExcluir
  12. Tá perfeita suua fic,só nn comentei antes pq eu tinha perdido o blog n seu como,mas achei!

    ResponderExcluir
  13. Pelo amorrrr de G-sus continuaaaa ! Mal cheguei e já estou anciosa pro proximo capitulo ! :D

    ResponderExcluir
  14. OMG CONTINUA POR FAVOR!!!

    ResponderExcluir
  15. PELO AMOR CONTINUA LOGO!

    ResponderExcluir
  16. É TÃO PERFEITA SUA IB!! POR QUE VOCE TEM QUE ME TORTURAR FICANDO TANTO TEMPO SEM POSTAR?

    ResponderExcluir
  17. voce escreve tão beem,, mas me irrita voce fica tanto tempo sem postar! :c

    ResponderExcluir
  18. Oi amore...aqui é a Mandy,nova leitora do blog.Você tem muita imaginação queridaaaa!!Aqui só um aviso: Já é Maio.E vc ainda não postou.Queria comentar nos outros,mas como vc não veria..bom,aqui CONTINUA essa IB logo mulher!!Q=Se não vc me mata!!Aqui um conselho: Quando você coloca no outro capítulo já outra coisa,coloca o final do último capítulo como por exemplo: "- É tão difícil de acreditar nisso? - Justin disse e em um puxão pelo braço, me agarrou e me beijou na frente de todos que estavam ali presentes.
    Sim, ele me beijou. Simples assim.
    E acredite, por mais que eu talvez tenha consequências depois daquilo, aproveitei.
    Não era todo dia que eu era beijada pelo amor da minha vida.",de aí em diante vc continua.bjoos e continuaaa floor!

    ResponderExcluir
  19. Bom, eu li todos os arquivos do blog, e fiquei tipo assim no cap. 13 de MTB "ã? '-' cadê o resto? ;c tava tão feliz", mas fico feliz que você vai voltar a postar! Amo o jeito que você escreve *-* tudo tão perfeito. Sou leitora nova hein! ;)

    Continua, tá perfeito!

    ResponderExcluir
  20. awwwn q lindo aqui, sou leitora nova e to amando ! continua logo tá ? a será q você pode ajudar a divulgar meu Blog ? eu tive que recomeçar de novo e perdi praticamente todas as minhas leitoras :c http://apenasumabelieberbelieve.blogspot.com.br/ a minha IB é " A Girl Criminal" obg <3

    ResponderExcluir

Comenta aí, mesnina linda do Jus...